PMs de Minas Gerais pedem auda para denunciar abusos

Os policiais militares do 22º BPM, que trabalham no bairro Mangabeiras estão indignados com a seguinte situação: Segundo eles uma viatura da Polícia Militar está escalada para permanecer vinte e quatro horas por dia em um único quarteirão, sendo-lhe proibido efetuar qualquer deslocamento, por mínimo que seja.
Indagado, o Comandante da Companhia alega nada pode fazer, pois, recebeu ordem para agir desta forma. Mas, seria legal privilegiar uma única pessoa em prejuízo do interesse geral da coletividade?
Vamos averiguar esta situação e coletar provas para levar este possível desvio de finalidade no emprego dos militares ao Ministério Público Militar e a Promotoria de defesa do patrimônio público.

Outra situação que tem causado perplexidade aos militares do 13º BPM reside no fato de que as Delegacias Distritais da área da Unidade fecham para almoço, no horário de 12/14:00 horas. Assim, eles tem que aguardar a abertura das delegacias para entregar os presos, após as 14:00 horas, vez que a Seccional não os recebe, ficando a guarnição indisponível e com um preso no compartimento de segurança, por até duas horas, desnecessariamente.
Os policiais esperam uma solução do problema, por parte dos gestores da Polícia Integrada.
Domingos Sávio de Mendonça
Assessor Jurídico da Ascobom
OAB/MG 111515

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 15 =

Veja também