Jô, do Corinthians, tem carro apedrejado por torcedores em evento: “Inadmissível”

Jô, atacante do Corinthians -Créditos: Redes sociais

O atacante Jô, do Corinthians, teve o carro apedrejado por torcedores na noite de quarta-feira (21). Ele estava numa convenção de vendas da marca de roupas BUH, grife que o jogador possui uma franquia no Shopping Tijuca. A esposa do jogador publicou fotos do evento em seu Instagram, que contou com show do grupo Turma do Pagode no encerramento.

Ao verem os Stories e buscarem informações, torcedores de organizadas foram até o bairro da Mooca, onde o evento era realizado, e cercaram o carro do jogador na saída, por volta das 23h.

O jogador definiu o ato como uma “situação inadmissível”.

“Felizmente, ninguém se feriu, mas minha esposa está abalada com o ocorrido e com medo de nossa família ser atacada novamente. Cobrança de torcida não deve ser feita desta maneira. Respeitem a mim e a minha família”, pediu o jogador.

A diretoria do Corinthians também emitiu uma nota repudiando o ato. Veja abaixo:

“O Sport Club Corinthians Paulista repudia os atos de violência, em especial o sofrido pelo atleta Jô, na noite desta quarta-feira (21). Nada justifica ameaçar a segurança das pessoas.

O futebol mundial tem se levantado, dia após dia, contra atos de violência que distorcem os principais fundamentos do esporte: disputa e alegria.

O Corinthians está prestando assistência ao atleta e a sua família, que também presenciou a agressão. E pede reflexão a todos os torcedores, clubes e entidades da sociedade civil sobre esse momento repleto de violência e de comentários abusivos em redes sociais.

O futebol precisa ser um lugar de respeito. O Corinthians se compromete a redobrar seu empenho nessa luta, em nome de sua história e de seus compromissos com a democracia”.

 

Jô tem carro apedrejado por torcedores -Créditos: redes sociais

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 3 =