CBF sugere retorno de público aos estádios em setembro e critica Conmebol

A Confederação Brasileira de Futebol mantém o veto de público em jogos. Jorge Pagura, presidente da Comissão de Médicos da confederação, deixou claro que o avanço na vacinação pode acelerar a data de liberação, mas cogita que setembro será a volta de torcedores aos estádios. O médico criticou a autorização da Conmebol em liberar torcedores nas oitavas de final da Libertadores.

Libertadores

Ontem, o governo do Distrito Federal mudou o decreto de condições para que torcedores frequentem estádios na capital. Antes, seria necessário o comprovante de vacina contra covid e um teste negativo, realizado com até 48h de antecedência. Agora, apenas uma das solicitações será o suficiente. A mudança valerá para o jogo das oitavas de final da Libertadores, entre Flamengo e Defesa y Justicia, na próxima 4ª feira, no Mané Garrincha.

O decreto autoriza a liberação de 25% da capacidade do estádio, 15 mil pessoas.

Na quarta-feira, 14, o Flamengo protocolou na Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro um pedido de liberação de torcedores no Maracanã. O time pretende chegar a um acordo para um possível jogo de quartas de final.

Copa América

A final disputada entre Brasil e Argentina no último dia 10 de julho, teve 10% de cada setor ocupado pelo público.

Apesar das medidas de segurança propostas pela Conmebol, foi confirmado, no dia 12 de julho, pela Secretaria de Saúde do Mato Grosso, a identificação da variante VOI B.1.621, “cepa colombiana”.

Na segunda-feira, 11, a Confederação Sul-Americana de Futebol publicou um Protocolo de Recomendações para o Retorno do Público aos Estádios.

Após a liberação de público para a final da Copa América, clubes e Federações estaduais pretendem conseguir aval para ter público nos estádios.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 11 =