Nos acréscimos, Bahia cede empate ao Goiás na Fonte Nova: 3×3

Bahia e Goiás empatam na Fonte Nova pelo Brasileirão -Créditos: Reprodução/EC Bahia

Acostumado a comemorar com frequência nos acréscimos finais dos jogos, o torcedor tricolor viveu o inverso na noite deste sábado (6). O Bahia vencia o Goiás de virada e dava um passo importante na luta contra o rebaixamento até os 49 minutos do segundo tempo, quando Fernandão acabou com a vibração azul, vermelha e branca na Fonte Nova e deu números finais ao jogo: 3×3.

O tricolor não apenas estava deixando o Z4, como tinha subido três posições na tabela de classificação da Série A do Campeonato Brasileiro, quando o centroavante acabou com o ímpeto do Esquadrão, ao fazer valer a lei do ex pela segunda vez no jogo. Ele já tinha sido o responsável pela abertura do placar na etapa inicial.

Com o resultado, o Bahia subiu apenas uma posição e virou o porteiro da zona de rebaixamento. Está em 16º lugar com os mesmos 37 pontos do Vasco, 17º colocado. Leva a melhor contra a equipe carioca no número de triunfos (10 a 9), mas pode voltar a figurar no Z4 após o fechamento desta 35ª rodada. Adversário direto na luta pela permanência na elite do futebol nacional, o Goiás seguiu na 18ª posição, agora com 33 pontos.

O Bahia volta a campo no próximo sábado (13), às 19h, quando visita o Atlético-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O Goiás joga no mesmo dia, às 17h, contra o já rebaixado Botafogo, no estádio da Serrinha.

O Jogo

Fernandão não apenas fez valer a lei do ex como vibrou muito ao balançar a rede aos 18 minutos após bater pênalti. Anderson chegou a defender a cobrança com a perna, mas a bola foi no travessão e voltou para o próprio centroavante, que não desperdiçou o rebote: 1×0.

A infração foi marcada com a ajudar do VAR, que identificou um toque no braço de Gregore após cruzamento para a área de Vinícius. Foi o 9º gol de Fernandão no Campeonato Brasileiro, o 6º pelo Goiás. O atacante defendeu o Bahia até agosto do ano passado e já tinha anotado três antes de deixar o clube.

O Bahia não demorou a reagir. Apesar de não jogar bem, conseguia pressionar o adversário. O empate saiu dos pés de Gilberto, aos 25 minutos. David Duarte cortou fraco para o meio da área e o atacante tricolor mandou uma bomba: 1×1. Foi o 19º gol do artilheiro do Bahia na temporada. O Goiás teve a chance de ampliar, após Shaylon deixar Fernandão de cara para o gol, mas Anderson fez a defesa.

Quem encontrou novamente o caminho da meta rival antes do intervalo foi o Esquadrão. Gilberto deu passe em profundidade para Gabriel Novaes e observou o companheiro aproveitar a oportunidade. Com um corte, ele deixou David Duarte no chão e bateu firme para virar o jogo na Fonte Nova aos 47 minutos: 2×1.

O Bahia não conseguiu sustentar o placar por muito tempo após o intervalo. Logo aos três minutos, Vinícius contou com a saída errada do goleiro Anderson e empatou o jogo: 2×2. A situação ficaria ainda mais crítica para o tricolor quando, aos 20 minutos, passou a jogar em desvantagem numérica. Em disputa de bola, Rafael Moura e Daniel levantaram a perna mais do que o recomendado e o meia do Bahia acabou expulso.

No entanto, Alesson voltou a dar esperança ao torcedor ao colocar o Bahia na frente outra vez, aos 33 minutos. A jogada começou com um chutão do goleiro Anderson e terminou com a bola na rede após bom drible em cima de Marcelo Rangel: 3×2.

O placar já parecia definido, até que, aos 49 minutos, Ariel Cabral desviou um cruzamento, a bola sobrou para Fernandão dentro da área, e ele, de cabeça, deu números finais ao jogo: 3×3 na Fonte Nova.

FICHA TÉCNICA

Bahia 3×3 Goiás – 35ª rodada do Campeonato Brasileiro

Bahia: Anderson, Nino (João Pedro), Ernando, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo e Ramon (Daniel); Rossi (Fessin), Gilberto (Juninho) e Gabriel Novaes (Alesson). Técnico: Dado Cavalcanti.

Goiás: Marcelo Rangel, Índio (Miguel Figueira), David Duarte (Taylon), Fábio Sanches, Iago Mendonça e Jefferson (Rafael Moura); Breno (Gustavinho), Shaylon e Henrique Lordelo (Ariel Cabral); Vinícius e Fernandão. Técnico: Glauber Ramos.

Estádio: Fonte Nova, em Salvador
Gols: Fernandão, aos 18 minutos, Gilberto, aos 25, e Gabriel Novaes, aos 47 do 1º tempo; Vinícius, aos 3 minutos, Alesson, aos 33, e Fernandão, aos 49, do 2º tempo
Cartões amarelos: Jefferson, Rossi, Ariel Cabral e Fernandão
Cartão vermelho: Daniel
Arbitragem: Rafael Traci, auxiliado por Bruno Boschilia e Helton Nunes

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 11 =