Bahia é goleado pelo Red Bull Bragantino no Brasileirão

Bahia perdeu com goleada de 4 a 0 para o Alvinegro -Créditos: Facebook

O Bahia visitou o Red Bull Bragantino nesta sexta-feira (20) e perdeu com goleada de 4 a 0 para o Alvinegro. A partida, válida pela 22ª rodada rodada do Brasileirão, aconteceu no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, e garantiu três pontos para o time da casa. O jogo contou com gols dois gols de Claudinho, um de Ytalo e um de Helinho.

O resultado faz com que o Tricolor siga nona posição na tabela da competição com 28 pontos. A equipe baiana volta a entrar em campo na próxima terça-feira (24) pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa Sul-Americana contra o Unión de Santa Fe, da Argentina. A partida acontece às 19h15, na Arena Fonte Nova. Pelo Brasileiro, o Bahia joga contra o São Paulo, no sábado (28), pela 22ª rodada.

O JOGO 

Antes da bola rolar, o um minuto de silêncio para as vítimas de Covid-19 também foi usado pelas equipes do Bahia e Bragantino para marcar o Dia da Consciência Negra. Durante os 60 segundos, os jogadores levantam os punhos cerrados em protesto contra o racismo.

Gol aos três minutos

Claudinho iniciou a jogada na linha lateral e fazendo o cruzamento. A zaga do Esquadrão se desorganizou e Aderlan arrumou a bola para o camisa 10 do Massa Bruta, que já tinha se aproximado da área. Com chute lento e reação demorada do Bahia, a bola entrou o canto do goleiro Douglas e Claudinho abriu o placar para o Bragantino.

Claudinho marca o segundo

Em falta perigosa aos dez minutos, Lucas Evangelista acertou a trave e Claudinho, bem posicionado mais uma vez, chutou a sobra em diagonal, que acertou a barra novamente, e não deu chances para a defesa do Tricolor, fazendo o segundo para o Bragantino.

Bragantino amplia mais

Aos 20 minutos, uma falha do Bahia no meio de campo deixou a bola dos pés de Raul. Douglas saiu do gol e o meia conseguiu tirar a bola do goleiro, tocando para Ytalo, que estava livre. Cara a cara com a rede, o atacante marcou o terceiro.

As duas equipes ainda tentaram se aproximar da área e realizar finalizações ao longo do restante do primeiro tempo, mas não tiveram tiveram sucesso. A primeira etapa terminou em 3 a 0 para o time da casa.

Segundo tempo

A velocidade do Bragantino continuou a mesma no início do segundo tempo de jogo. No primeiro minuto, Helinho cruzou pela esquerda com força, tentando dar assistência para Ytalo, mas a bola acabou passando direto.

Virou passeio

A dupla trabalhou novamente aos sete minutos. Ytalo avançou do meio de campo deixando a marcação para trás e tocou para Helinho, que estava livre na área, para sacudir a rede pela quarta vez para o time paulista.

Bahia quase diminui

Aos 22 minutos, Gregore recebe de Rossi e cruza a bola de uma lateral a outra, alcançando Élber, que arruma de frente para a rede. O atacante enche o pé, mas acaba mandando a bola muita alta.

Marco Antônio cruzou alto aos 39 para Gregore, que cabeceou para a lateral esquerda do goleiro Cleiton, mas a oportunidade saiu direto.Sem mais finalizações, a partida encerrou com vitória para o Alvinegro.

FICHA TÉCNICA

Red Bull Bragantino 4 x 0 Bahia

Campeonato Brasileiro – 22ª rodada

Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista

Data: 20/11/2020 (sexta-feira)

Horário: 20h

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)

Auxiliares: Rafael da Silva Alves (FIFA-RS) e Michael Stanislau (RS)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS), auxiliado por Grazianni Maciel Rocha (RJ) e Andre da Silva Bitencourt (RS).

Cartões amarelos: Rodriguinho (Bahia); Lucas Fonseca (Bahia); Helinho (Red Bull Bragantino); Gilberto (Bahia); Anderson Martins (Bahia); Artur (Red Bull Bragantino).

Gols: Claudinho (Red Bull Bragantino – duas vezes); Ytalo (Red Bull Bragantino); Helinho (Bragantino).

Red Bull Bragantino: Cleiton, Aderlan (Weverton), Fabrício Bruno, Ligger (Haydar) e Luan Cândido; Lucas Evangelista (Matheus Jesus), Claudinho, Raul; Artur; Ytalo (Hurtado) e Helinho (Eric Ramires). Técnico: Maurício Barbieri.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca (Anderson Martins), Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Elias (Edson) e Rodriguinho (Zeca); Fessin (Rossi), Élber (Marco Antônio) e Gilberto. Técnico: Mano Menezes.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 16 =