Reprodução/ Instagram Há relatos de disparos de tiros feitos supostamente por seguranças.

A noite de quarta-feira (29) foi agitada para o São Paulo. Após a derrota por 3 a 2 para o Mirassol, no Morumbi, a delegação foi recebida com protesto no CT da Barra Funda. Um grupo de pessoas gritou palavras de ordem contra o time, que fora eliminado do Campeonato Paulista, e chegou a disparar rojões. Há relatos de disparos de tiros feitos supostamente por seguranças.

O clube registrou Boletim de Ocorrência pelos supostos atos de vandalismo e tentativa de invasão ao local e o caso está sob os cuidados da Drade (Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva).

Esse não é o primeiro protesto na porta do CT tricolor. Nos últimos anos, o local já havia sido palco de tais manifestações. Em 2016, houve invasão e alguns jogadores chegaram até a serem agredidos.

Eliminado já nas quartas de final do Campeonato Paulista, em mais um vexame acumulado nos últimos anos, o time só volta a jogar agora pelo Campeonato Brasileiro. A estreia está prevista para o dia 9, fora de casa, contra o Goiás.