Torcedores do Palmeiras quebram portão e tentam invadir sede após derrota no clássico; time registra B.O.

Um grupo de torcedores do Palmeiras atacou a sede do clube depois da derrota no clássico contra o Corinthians, por 1 a 0, no retorno do Campeonato Paulista. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, a agremiação alviverde declarou que irá registrar um Boletim de Ocorrência e procura identificar os responsáveis pelo ato de vandalismo.

Imagens registradas por moradores da região mostram uma das entradas da sede social do clube, na Rua Palestra Itália, sendo depredada. Alguns portões do Allianz Parque também ficam no endereço, localizado na zona oeste da capital paulista.

O Palmeiras entregará as imagens das câmeras de segurança para a polícia. “Em caso de identificação, se os envolvidos forem sócios Avanti, serão excluídos e se forem associados do clube serão encaminhados à sindicância para o devido processo administrativo interno. Além disso, o clube irá responsabilizá-los civil e criminalmente pelos danos ocorridos ao seu patrimônio“, declarou a assessoria de imprensa do clube.

A derrota no dérbi simboliza um roteiro que vem se repetindo na maioria das partidas dos últimos anos: o Corinthians ataca o Palmeiras, fica em vantagem, se defende e vence. Até por isso, o time de Itaquera quebrou uma marca histórica na noite desta quarta-feira (22).

Depois de 54 anos, o Alvinegro ultrapassou o rival em número de vitórias no confronto direto. Agora, são 128 vitórias do Corinthians, 127 do Alviverde e 108 empates em 363 jogos.

No histórico do confronto desde 2010, o Corinthians leva a melhor e tem mais que o dobro de vitórias. Nos últimos 33 jogos, foram 16 vitórias contra 7 do Palmeiras.

Vale destacar que o pré-jogo também foi tenso. Na manhã que antecedeu a partida, um torcedor palmeirense invadiu a Arena corintiana e pichou ‘8×0’ no gramado, em referência à maior goleada do dérbi, pelo Palmeiras, em 1933. Ele também escreveu ‘Cássio frango’ em uma das traves e já foi identificado pela polícia.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 15 =