CBF retira candidatura do Brasil para sediar Copa do Mundo de futebol feminino

A CBF retira a candidatura do Brasil para sediar a Copa do Mundo de futebol feminino em 2023. A entidade diz que uma combinação de fatores levou a esta decisão.

A Fifa analisou a documentação brasileira e considerou que não foram apresentadas garantias do governo federal e de terceiros.

O Poder Executivo enviou à Fifa uma carta de apoio e garantiu que o país estaria apto. Porém, devido à crise ocasionada pela pandemia de coronavírus, não poderia assinar garantias agora.

A CBF também entendeu que a candidatura poderia perder força na votação do próximo dia 25, pelo fato de o Brasil ter sediado grandes eventos esportivos em um curto espaço de tempo:

A Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo (2014), Jogos Olímpicos e Paralímpicos (2016), Copa América (2019) e Mundial Sub-17 (2019).

A Confederação afirma que apoiará a candidatura da Colômbia para o Mundial feminino de 2023.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + dezessete =