‘Temos que ter a cabeça tranquila’, diz João Paulo sobre jogo contra a Ponte

O Bahia vive um momento de crise dentro do Campeonato Brasileiro. São sete partidas sem saber o que é triunfo e uma grande proximidade da zona de rebaixamento à Segunda Divisão. Apesar da fase difícil, o jovem atacante João Paulo acredita que manter a calma é um bom caminho para conseguir um bom resultado diante da Ponte Preta, nesta quarta (12), em Campinas, pela 13ª rodada da competição.

"O Bahia lá precisa ter calma, porque é muito difícil jogar lá. Não é porque o gol não está saindo que temos que nos adiantar. Temos que ter a cabeça tranquila e fazer o máximo. A bola vai começar a entrar e as vitórias vão vir", indicou.

A má fase também passa pela questão da bola na rede. Nos últimos cinco jogos, apenas três gols marcados. Na opinião do camisa 40, falta o "detalhe".

"Acho que tranquilidade a gente está tendo, o Jorginho passa muita tranquilidade e falta a bola entrar. Estamos criando, tentando ao máximo. Ontem [no último domingo (9)] foi questão de muito azar a bola do Mendoza e a do Renê. A gente vem trabalhando, o Jorginho conversa bastante. Falta o detalhe. Ele nos deixa tranquilos e passa toda a confiança para fazermos o melhor", explicou o atacante, que fez uma comparação entre o técnico Jorginho e Guto Ferreira, que deixou o clube no início da competição.

"A gente está no caminho certo. Estamos nos dedicando e o Jorginho tem uma filosofia diferente. O Guto [Ferreira] era mais agudo e o Jorginho gosta mais de posse de bola, chegando com clareza ao gol. É uma mudança para a gente porque o Guto ficou muito tempo. A gente se adaptou ao jeito de jogar do Guto e estamos pegando o jeito do Jorginho. Peço paciência", pontuou.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =

Veja também