Técnico do Vitória fala sobre triunfo no jogo contra o América-MG e rebate críticas

Neste último domingo (28), o Vitória conseguiu um importante triunfo sobre o América Mineiro, e conseguiu sair da temida zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro 2016. Em entrevista coletiva, após o confronto, o técnico do Vitória, Vagner Mancini, comentou o desempenho do elenco Rubro-negro e também falou sobre as críticas que recebeu pelos últimos resultados do Leão na temporada. 

“O América Mineiro teve o domínio do confronto em determinados momentos, no início da partida e nos minutos finais quando fez o gol. Mas, acho que o Vitória botou a bola no chão e tentou jogar. Sabiamos que era um jogo tenso e a equipe estava ansiosa por saber que tinha que vencer o jogo a qualquer custo. Fez um 1 a 0 no primeiro tempo e voltou diferente no segundo, avançando a marcação e fazendo com que a articulação que existia no América não acontecesse mais. Com isso, chegamos ao segundo gol e tivemos oportunidade de fazer mais, mas acabamos tomando um gol num erro coletivo e isso nos custou um momento de sufoco nos minutos normais, o que é normal para uma equipe que está vencendo a partida”, disse Mancini.

“Já passaram muitas coisas na minha cabeça durante esses 15 meses no clube. É óbvio que estou no futebol há bastante tempo e existem coisas que me chateiam, existem coisas que me deixam feliz. É óbvio que isso não é uma coisa minha, é de todos os técnicos. Não existe um no Brasil que não sofra pressão, que não se sinta muitas vezes injustiçado. Mas que na maioria das vezes pega seu boné, seu apito e vai pro campo treinar. Por que esse é nosso dia a dia. O que penso é que todo mundo tem um ciclo dentro do clube e o fato de não somarmos vitórias me deixou naquele momento chateado e ainda estou chaterado. Porque o Vitória figura em 15º lugar e poderíamos estar em 10º, 9º lugar, porque o Vitória desperdiçou boas chances em jogos que deveríamos ter ganho. Mas isso é do futebol (…) Eu não sinto pressão, ainda mais porque não leio e não escuto nada a meu respeito. Tento levar da melhor forma possível para levar o dia da maneira mais saudável. Porque a pessoa que está aqui sentada também tem coração, artérias, veias, e também sofre como qualquer torcedor ou jornalista que torce para seu time vencer”, concluiu.

Agora, o Vitória volta sua atenção para a segunda fase da Copa Sul-Americana 2016, pois enfrentará o Coritiba, na próxima quarta-feira (31). Pelo Brasileirão, o Rubro-negro baiano só volta a jogar no dia 7 de setembro, no confronto contra o Atlético Mineiro, no Estádio Independência.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − um =