Reunião entre Vitória e empresário de VR3 pode selar saída do zagueiro; presidente nega

Uma reunião entre o empresário de Victor Ramos, Francisco Godoy, e os dirigentes do Vitória, agendada para quarta-feira (27), pode selar a saída do zagueiro, segundo apurou o Bahia Notícias.  O motivo foi a agressão que VR3 (saiba aqui) sofreu após o revés por 3 a 2 para o Santos, no último domingo (24). Na saída do Barradão, o defensor teve o carro apedrejado. Ele prestou queixa na  10ª Delegacia Territorial (10ª DT/Pau da Lima) e se ausentou do treino desta terça (26).  Procurado pela reportagem, o estafe do jogador não atendeu as ligações.

Já Raimundo Viana, presidente da agremiação, confirmou o encontro com estafe do atleta, mas garantiu que o objetivo é apenas para dar ânimo ao camisa 3. “O Victor ficou muito chateado. E está muito entristecido com o que aconteceu. Precisamos conversar para dar ânimo ao jogador. Deixar a solidariedade virtual para real. Victor é cria da Toca do Leão. O que aconteceu foi um absurdo”, disse o cartola, em entrevista ao BN.

Questionado da possibilidade do zagueiro deixar o clube, Viana negou. “Victor já jogou sete partidas não pode ir para nenhum clube da Série A. E acredito que ele não quer voltar para o México ou ir para outro clube do exterior. Ele vai ficar conosco. Ele realmente não treinou hoje, mas foi liberado para resolver assuntos pessoais, até pelo que aconteceu no último jogo”, finalizou. 

Victor, de 27 anos, pertence ao Monterrey (MEX) e possui contrato de empréstimo com o Vitória até o final da temporada. Pelo Brasileirão, ele atuou em 15 partidas e marcou um gol.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =