Polícia conclui perícia e afirma que adolescentes foram estupradas na chácara de Jobson

A Polícia Civil do Pará encerrou as diligências da investigação da denúncia de estupros de quatro adolescentes na chácara do jogador de futebol Jobson. Segundo informação divulgada nesta quarta-feira (29) pela polícia, as jovens foram realmente estupradas e induzidas a consumir bebidas alcoólicas na propriedade do atacante.

A conclusão pericial veio após uma das adolescentes ter mudado o depoimento dizendo que não havia feito sexo na festa promovida pelo atleta. Segundo informações do portal UOL, o delegado que conduziu as investigações, Rodrigo da Mota, afirmou que a adolescente voltou atrás porque estaria sendo coagida por pessoas ligadas aos acusados.

O inquérito concluído pela Polícia Civil paraense foi enviado ao Ministério Público Estadual se apoiou na lei penal brasileira, que diz que uma pessoa menor de 14 anos não possui o discernimento necessário para decidir manter uma relação sexual, esteja ela ou não em estado alterado por álcool e drogas.

Agora, o MPE deverá dar início a uma ação penal por estupro contra Jobson e mais dois amigos do jogador que estavam na festa e, segundo testemunhos, também mantiveram relações sexuais com as adolescentes. Os três se encontram presos no Pará.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dez =