Ainda sem Falcão, Bahia vence a 5ª seguida e vai com moral para o clássico

Sob o comando do técnico interino Eduardo de Souza e com seu novo terceiro uniforme, o Bahia não decepcionou a torcida que compareceu ao estádio de Pituaçu na noite desta quarta-feira e superou o Vitória da Conquista pelo placar de 2 a 0, com gols de Souza e Gabriel. Foi o quinto triunfo seguido da equipe tricolor, que a partir da próxima rodada do Baianão será dirigida pelo recém-contratado Paulo Roberto Falcão.

E a estreia de Falcão no comando do Bahia acontecerá justamente em um Ba-Vi. O duelo, marcado para este domingo, no Pituaçu, colocará frente a frente os técnicos Falcão e Toninho Cerezo, velhos conhecidos da seleção brasileira e da Roma e amigos declarados.

O Bahia chega para o clássico com a segunda posição da tabela, somando 16 pontos. A liderança até poderia ter sido alcançada neta noite, mas para isso era necessário um tropeço do Bahia de Feira, o que não aconteceu. O atual líder bateu o Serrano por 2 a 0 no Joia da Princesa e continuou na ponta.

Muita posse de bola, pouca produtividade. Assim foi o Bahia a partir do apito inicial. Morais até chegou a assustar aos 12min após chute forte defendido por Rodolfo, mas a falta de criatividade era o que caracterizava o time da casa até o momento. Gol, só aos 37min, quando William Matheus invadiu a área e foi derrubado. Pênalti cobrado com tranquilidade por Souza, e 1 a 0 no placar.

Na etapa final, a história foi diferente. Com apenas um minuto de jogo, o Bahia já havia ampliado com Gabriel, que recebeu do estreante Ciro e mandou no ângulo. Aos 7min, o Vitória respondeu, e Átila cobrou falta na trave. Porém, daí pra frente, o momento mais comemorado pela torcida tricolor foi a estreia de Zé Roberto, que entrou no lugar do artilheiro Souza. Fora isso, poucas emoções.

Da Redação ChicoSabeTudo
Fonte: EsporteUOL

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dezessete =

Veja também