VÍDEO: ‘Pago R$ 140 mil de aluguel para motoboy sentar aqui?’, diz sócio de restaurante

Sócio de restaurante critica entregador : “Pago R$ 140 mil de aluguel pra motoboy sentar aqui?”

Um sócio do restaurante Abbraccio destratou um entregador de aplicativo no último sábado (17) em um shopping no Distrito Federal, e as imagens, filmadas por outro motoboy, viralizaram nas redes sociais nesta segunda-feira (19). As informações são do G1.

No vídeo (assista abaixo), o empresário grita com o entregador por ele estar sentado em uma área onde os motoboys costumam aguardar as entregas no ParkShopping e estar usando o espaço para carregar seu celular.

“Na minha loja você não faz mais não, viu? Na minha loja, você não pisa aqui mais não. Eu vou te excluir do iFood já. Só isso que eu tenho para te falar. Tu não folga, não. Tu não tá na tua casa, não, amigão. Eu tô nesse shopping aqui tem 15 anos, não vai chegar um motoboy aqui e vai achar que manda, não”, diz o empresário ao entregador.

O empresário, que não teve seu nome divulgado, ainda grita a outro funcionário do shopping: “Uma que vocês não deviam deixar o cara pôr isso aqui [o celular] para carregar aqui. Primeiro ponto. Isso aqui é do shopping, entendeu? Pago R$ 140 mil de aluguel para motoboy sentar aqui e colocar o celular dele para carregar? Mas não vou mesmo, nem a pau”.

O entregador Everton Santos Silva contou ao G1 que estava na área do estabelecimento comercial chamada de “doca”, que é usado como ponto de apoio por entregadores que aguardam os restaurantes finalizarem os pedidos.

Ele disse que, após 30 minutos de espera, um dos donos do restaurante saiu com o pedido na mão e disse para o motoboy parar de destratar os funcionários do estabelecimento, o que teria dado início à discussão.

“Ele começou a falar que não era para usar a tomada e se exaltar. A gente se sente humilhado, né?”, disse Everton ao G1. O entregador também contou que não deu queixa à polícia e que desistiu de fazer a entrega.

“Fiquei nervoso. Percebi que se eu tratasse ele da mesma forma que fui tratado, só iria aumentar a discussão”, disse Everton.

O ParkShopping confirmou que o local é usado por entregadores e lamentou o ocorrido. “Respeitamos todos os públicos e prezamos pela boa convivência e relacionamento cordial entre lojistas, colaboradores, prestadores de serviço, clientes e todos que circulam e trabalham no shopping”, diz o comunicado.

Em nota, a Bloomin’Brands, dona da marca Abbraccio, lamentou o ocorrido, disse que apura o caso e que afastou o sócio, sem detalhar a medida tomada.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − quatro =