Compositor critica Netinho por cantar “Milla” em ato pró-Bolsonaro

Além de causar aglomerações e terem sido comemorados pelo presidente Jair Bolsonaro e aliados, atos pró-governo causaram um novo conflito na música baiana. Um dos autores do hit Milla, junto com Tuca Fernandes, o cantor e compositor Manno Goes protestou no Twitter pelo fato do cantor Netinho ter cantado a música em um destes atos.

Aproveitando o grito “eu autorizo” presente nas manifestações, Manno Goes destacou que não autoriza a execução da música nestes eventos. “Já entrei na justiça e retirarei todos os vídeos que tiverem isso”,

Este não é o primeiro confronto entre os dois nomes da música baiana envolvendo política e, sobretudo o governo de Bolsonaro. Em 2020, Manno elevou a temperatura ao chamar Netinho de ‘Desperdício de orações’ após um vídeo em que o presidente da República canta Milla.

Em 2019, o cantor e compositor rebateu criticas do artista bolsonarista à Lei Rouanet. E o proibiu de cantar Milla, Pra te Ter Aqui.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − um =