Diocese de Paulo Afonso suspende celebrações com a participação dos fiéis

É sabido por todos que, devido ao agravamento da pandemia no país, o Governo Estadual da Bahia publicou novas medidas de enfrentamento do novo coronavírus, agente causador da COVID-19.

Nesses termos, o texto decretal do Governo Estadual, datado de 21 de fevereiro de 2021, diz que: “ficam suspensos os eventos e atividades previstos no inciso I do art. 9º do Decreto n. 19.586, de 27 de março de 2020, independentemente do número de participantes, durante o período de 22 de fevereiro a 28 de fevereiro de 2021”. De sorte que dentre as proibições protetivas diz respeito às atividades e eventos religiosos com a participação do povo.

Observando estas prescrições, como havemos, para o bem de todos os fiéis, buscado fazer desde o início da pandemia, a Diocese de Paulo Afonso acolhe rigorosamente as prescrições sanitárias, cooperando responsavelmente para o controle sanitário.

Assim, compreendendo a g gravidade e seriedade do momento presente, havemos por bem orientar a todas as paróquias e comunidades que:

  1. Suspender-se-ão as celebrações com a presença do povo, inicialmente até o dia 28 de fevereiro, observando as possíveis novas orientações das autoridades civis, recondendando-se vivamente que se utilize do auxílio dos meios de comunicação social para a transmissão da fé.
  2. Contudo, excetuam-se as posses dos párocos nas respectivas paróquias, as quais, excepcionalmente, acontecerão nas datas previstas, com a presença de número limitado de pessoas (máximo de 15 pessoas) e serão transmitidas pelos meios de comunicação social.
  3. Cada paróquia deve observar os protocolos dos respectivos municípios quanto a abertura das Igrejas.
  4. Os padres cuidem para que o atendimento espiritual seja garantido aos fiéis, observando as normativas, mas valendo-se dos meios de comunicação.

Com a Virgem de Fátima, sejamos constantes na oração e na confiança no Senhor para que livre seu povo da pandemia. E ainda, que todas as pessoas possam tomar consciência da gravidade da situação presente e ser responsável na observância das medidas de proteção.

Paulo Afonso, 24 de fevereiro de 2021.

Dom Guido Zendron

Bispo Diocesano

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + dezesseis =