Covid-19: China inicia teste do vírus pelo ânus; entenda

Após ser o primeiro país a identificar o vírus da corona, quase um ano depois, a China resolveu inovar nos testes para detectar a doença na população. O método do swab anal consiste em colocar no ânus uma haste flexível e colher amostras de materiais organicos. Posteriormente, é enviado para um laboratório para detectar, ou não, se a pessoa está infectada com a Covid-19. O teste tradicional, onde é colocado a haste dentro do nariz, não vai deixar de funcionar.

Entretanto, esses exames que coletam fezes e realizam procedimentos pelo ânus não é atual, pelo contrário, já existem há bastante tempo e mostram que são métodos com eficácia, principalmente para diagnosticar doenças do intestino e até câncer colorretal.

No quesito coronavírus, vários pacientes se queixam de dores gastrointestinais, chegando a ter diarreia e muita cólica. Segundo o infectologista Celso Granato, diretor do Grupo Fleury, o vírus pode não ficar totalmente nos pulmões, mas também se instalar em outros órgãos. “Já sabemos há algum tempo que o intestino poderia funcionar como um santuário do coronavírus, como acontece com outras doenças virais. Ele poderia escapar do nariz e dos pulmões, ficaria em algumas regiões do sistema digestório e seria eliminado pelas fezes”, disse ao G1.

Ou seja, pensar o teste por vias anais não seria estranho, mas, ainda há diversas restrições, principalmente em relação à comodidade, praticidade e conveniência. Esses testes, no entanto, já iniciaram no aeroporto de Pequim. Passageiros que desembarcam, precisam realizar esse procedimento e, caso dê positivo, precisam ficar de quarentena.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + quinze =