‘Onde eu cresci ele não durava um minuto’, diz Frias após Adnet fazer piada com governo

O ator Mário Frias, secretário especial de Cultura do governo de Jair Bolsonaro, se irritou com uma imitação de Marcelo Adnet no programa ‘Sinta-se em casa’, da Globo. A paródia também motivou o perfil institucional da Secom divulgar uma série de mensagens criticando o comediante.

Em uma postagem nas redes sociais, Frias ofendeu e ameaçou o humorista. Entre as ofensas estão “garoto frouxo e sem futuro”, “criatura imunda”, “palhaço decadente que se vende por qualquer tostão”, “idiota egoísta” e até “bobão”.

Trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais. (…) Mas isso tudo é só para esconder a solidão em que ele se encontra. Quem em sã consciência consegue conviver no mundo real com um idiota egoísta e fraco como esse?”, escreveu.

O ex-astro da novela Malhação, da Globo, também fez ameaças ao comediante. “Onde eu cresci ele não durava um minuto. Bobão!”, afirmou o secretário. 

Sem perder o humor, Adnet falou sobre as ofensas de Frias nas redes sociais. “Até o Secretário Frias recomendou no instagram dele! Vale conferir o post! A Secom deve replicar em suas redes!“, comentou.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − sete =

Veja também