Filho adotivo revela que mantinha relação sexual com Flordelis

Um dos filhos adotivos da deputada federal Flordelis, acusada de ser a mandante do assassinato do pastor Anderson do Carmo, revelou em depoimento que manteve relações sexuais com a mãe e que parlamentar oferecia algumas das mulheres da casa a pastores estrangeiros.

A informação foi exibida em uma reportagem do ‘Jornal das Dez’, da GloboNews, na última quarta-feira (26).

No depoimento a polícia, o filho adotivo contou que os religiosos eram negros e falavam francês. Eles teriam ido visitar o Ministério e ficaram hospedados na casa da parlamentar, que ofereceu as meninas como uma “forma de recepção”, nas palavras do filho.

Segundo o rapaz, além de oferecer as mulheres como favores sexuais aos pastores estrangeiros, Flordelis mantinha relações com os filhos adotivos. A testemunha relatou que em seu primeiro dia morando na casa do bairro Rio Comprido, no Rio de Janeiro, ele recebeu uma visita da cantora gospel e os dois transaram.

O relacionamento continuou por um tempo, até o filho adotivo conhecer a atual esposa, uma frequentadora do Ministério Flordelis.

A prova do testemunho dele seria uma vez que a esposa encontrou um caderno que ele tinha, no qual escrevia suas vivências na casa da deputada, incluindo os cultos e relacionamento com a mãe. Após a descoberta, a esposa fez com que ele cortasse de vez as relações com a mãe e o resto da família.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × quatro =

Veja também