Feira de Santana: Atividades da igreja católica serão retomadas com presença de fiéis

A partir do dia 30 de agosto, a igreja católica de Feira de Santana retoma as atividades com a presença dos fiéis. Em entrevista ao Acorda Cidade, o arcebispo metropolitano Dom Zanoni Demettino disse que há um protocolo com regras a serem seguidas, para preservar a saúde das pessoas já que a pandemia do coronavírus continua. De acordo com ele, a igreja segue as orientações das autoridades sanitárias e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Ficamos cinco meses sem celebrar as atividades com a presença de pessoas para prevenir contra a covid-19. Essa realidade nos machucou bastante e passado esse momento, agora somos chamados, tendo vista as orientações da CNBB, ouvindo as autoridades sanitárias, para flexibilizar e apresentando nesse momento umas novas propostas, orientações para toda a nossa arquidiocese de Feira de Santana que entrará em vigor no dia 30 de agosto. Tendo presente que os párocos responsáveis, os pastores de cada comunidade nesta compreensão vão se preparar para esse retorno seguro e também todo o nossos povo. O nosso novo decreto é bem detalhado, bastante claro, vai apresentando os vários protocolos que devem ser observados em cada igreja, em cada momento”, afirmou.

Dom Zanone relatou que as orientações para a retomada das atividades incluem a forma como as pessoas devem entrar nas igrejas, como devem se portar e o posicionamento dos lugares.

Todos têm acesso a essas orientações seguras e importantes. E vamos pedir a Deus que nos fortaleça, nos anime e que nós sejamos cada vez mais unidos, fortalecidos na esperança sobretudo para servir a cada irmão, a cada irmã e que todos possam voltar a celebrar com alegria a nossa vida, a nossa fé e tendo presente, sobretudo os que mais sofrem”, concluiu.

Entre alguns pontos o decreto da arquidiocese de Feira de Santana determina o distanciamento de 1,5 metro entre os fiéis, aferição de temperatura, uso de álcool em gel e a obrigatoriedade do uso de máscaras. Os abraços e os cumprimentos entre as pessoas durante as celebrações também ficam suspensos.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 19 =