Banco Central autoriza testes do WhatsApp Pay no Brasil: veja como vai funcionar

Depois de o Whatsapp anunciar que daria início aos testes em sua plataforma de pagamentos no Brasil, o Banco Central decidiu suspender o serviço, alegando a necessidade de uma análise mais aprofundada do modelo de pagamentos. Após mais de um mês, o BC anunciou, finalmente, que a empresa está liberada para começar os testes com a plataforma do aplicativo de conversas.

O Whatsapp Pay, nome dado à plataforma de pagamentos, permite o envio e recebimento de dinheiro através do próprio Whatsapp, funcionando como uma conta digital parecida com as que vêm ganhando força nos últimos anos. A grande diferença está na facilidade e acessibilidade, já que não exige tanta burocracia para realizar as transações.

A liberação dos testes ainda não significa que os pagamentos pelo Whatsapp serão liberados para todos. O Banco Central ainda está em fase de análise, já que é preciso garantir que a plataforma seja justa para o mercado financeiro brasileiro. Mas, todas as falas dos representantes do BC indicam que o Whatsapp Pay será liberado, poiseles veem com bons olhos a entrada de uma empresa externa ao mercado de pagamentos, o que pode acirrar a competitividade no segmento.

Estudioso da segurança virtual e redator do MagoDaTecnologia, Ricardo Fernandes acredita que a possível consolidação do Whatsapp Pay exigirá uma série de medidas de segurança, pois o aplicativo jádemonstrou algumas vulnerabilidades: “Mais do que nunca, será importante manter um antivírus em funcionamento nos celulares, que deverão estar sempre atualizados. Além disso, qualquer contato minimamente suspeito pelo Whatsapp deverá ser evitado, pois a tendência é que os golpes aumentem na medida em que o aplicativo começar a movimentar dinheiro entre os usuários”, afirma Fernandes.

Como vão funcionar os pagamentos pelo Whatsapp

Os pagamentos pelo Whatsapp Pay seguirão processos distintos para empresas e para pessoas físicas. As empresas que quiserem aproveitar o serviço terão que criar uma conta da Cielo, através do Facebook Pay (empresa detentora do Whatsapp). O cadastro passará por uma análise de três dias antes da liberação. Em cima de cada venda recebida pelo aplicativo, será cobrada uma taxa de 3,99%.

Para pessoas físicas, o processo é muito mais simples. Basta ter uma conta bancária em alguma das instituições associadas ao Whatsapp Pay. Por enquanto, a lista ainda é pequena, mas com a liberação da função no Brasil, a tendência é que mais instituições surjam como parceiras.

Todos os pagamentos serão na modalidade débito, e não há cobrança de taxas para pessoas físicas. No entanto, há limitações: R$1000 por transação, 20 transações por dia e R$5000 por mês.

A chegada do Whatsapp Pay tem tudo para causar transformações no mercado de pagamentos brasileiro.  O fato de ser o aplicativo mais famoso do Brasil, por si só, já traria uma força enorme para esta plataforma. Mas, o grande atrativo é a facilitação de compras virtuais no débito, modalidade pouco explorada pelo comércio online.

Comentários

One thought on “Banco Central autoriza testes do WhatsApp Pay no Brasil: veja como vai funcionar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =