Campanha na web critica nova Miss Bahia e ela rebate: ‘Boicote’

Uma página no Instagram levantou uma polêmica nos últimos dias ao criticar a Miss Bahia 2016. Com 26 anos e um corpo escultural a estudante de publicidade Juliana Oliveira venceu o concurso e foi eleita para disputar o título de Miss Brasil 2016, em outubro, em São Paulo. O público não poupou elogios a moça, mas teve quem discordasse.

A página "forajuliana" estava com 356 seguidores até às 21h30 desta segunda-feira (1º). Para os criadores, a moça não representa a Bahia. Juliana contou que tomou conhecimento da ação hoje e que não pretende discutir o assunto. Ela denunciou a página como spam e pediu aos amigos que fizessem o mesmo.

"Conheço algumas das pessoas que estão participando dessa ação negativa. São pessoas do mundo da moda. O mais triste é elas sabem o quanto é difícil conseguir. Estão me criticando porque apoiavam outras candidatas, que não venceram. Agora, as meninas que participaram do concurso comigo me apoiaram bastante, fizeram comentários e compartilharam coisas a meu favor. Não tenho do que reclamar", afirmou.

Como resposta, a moça contou que foi até as redes sociais de alguns críticos e fez comentários positivos sobre eles. "Comentei algumas das fotos em que elas aparecem vencendo algum título, parabenizando e desejando sorte. Não adianta se desgastar. É preciso saber lidar com as críticas", disse.

Esse foi o segundo ano em que a jovem
disputou o título de Miss Bahia
(Foto: Reprodução/ Facebook)

Críticas

Alguns comentários nas redes sociais foram ferozes e criticaram a performance da moça. "Haviam candidatas mais preparadas, mais belas e com estereótipo de miss. Esta foi eleita para desfavorecer o Estado", afirmou um homem. 

Outros elogiaram o desempenho de Juliana no concurso e pediram que ela ignorasse os comentários negativos. "Representa muito bem a Bahia e nosso país…. Juliana não fique triste com esses comentários racistas e invejosos!!! Vc e linda!!! Quem diz que vc e feia não sabe o que é Blz!!!", afirmou outro homem.

Apesar das críticas e dos elogios, alguns optaram pelo bom senso. "Não concordei com o resultado, mas desejo muita boa sorte a miss Mata de São João. Que ela represente a Bahia com muita dignidade e alcance uma boa colocação no Miss Brasil. Ofensas a ela não resolverá em nada, pois o título é dela e ponto. Querendo a maioria, ou não, ela é a miss Bahia 2016 e temos que aceitar isso. Que se prepare muito bem e dê o seu melhor, e tenha muita sorte!!!", comentou um rapaz.

Miss contou que quando era garota usava os sapatos
da avó para desfilar em casa
(Foto: Reprodução/ Facebook)

A disputa

Cerca de 700 candidatas se inscreveram para o concurso, mas apenas 20 chegaram na fase final. Juliana contou que se considerava muito magra para participar de um concurso de miss, mas mudou de ideia quando começou a estudar sobre o assunto.

"Ser miss não é o mesmo que ser modelo. As modelos precisam seguir um padrão específico de tamanho e de magreza. A miss precisa ter um corpo simetricamente harmônico e visivelmente bonito, respeitando o perfil de cada uma. É preciso aprender a sorrir, andar, a oratória e saber como se portar", contou.

Em outubro, ela dará mais um passo na carreira ao disputar com outras 26 candidatas o título de Miss Brasil 2016. "A última baiana que venceu o concurso foi Marta Vasconcelos, em 1968, quando ela também ganhou o título de Miss Universo, portanto, estou muito feliz em representar o meu estado", afirmou.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 17 =