Anitta diz que abusava do Photoshop e ironiza plásticas: ‘Reformei a cara na vida real’

Hoje famosa, rica e poderosa, Anitta relembrou os tempos em que morava em Honório Gurgel, na Zona Norte do Rio, e ainda atendia por Larissa Macedo, seu verdadeiro nome. Ela contou um fato divertido da sua adolescência, quando costumava abusar do Photoshop nas fotos postadas nas redes socais.

"Eu era uma adolescente, hora eu queria ser emo, hora eu queria ser punk. Eu queria ser tudo, amo. Queria ser gostosa… E feia, amor. Feia babado. Eu Photoshopava todas as minhas fotos e nem assim adiantava", disse ela em seu Snapchat na terça-feira (19). 

"Aí o que eu fiz? Em vez de ficar consertando na foto, eu reformei a cara na vida real mesmo e nunca mais precisei fazer Photoshop", brincou a cantora que, aos 23 anos, fez um preenchimento labial e já recorreu a outros procedimentos estéticos, como cirurgias no nariz, seios e barriga.

Crédito: Reprodução

"Era um nariz amor, que eu fazendo assim no Photoshop"… (a cantora mexe no nariz enquanto fala).

Anitta também contou as experiências que teve quando marcava encontros com pessoas que ela conhecia na internet.

"De vez em quando tinha os encontros do Orkut, no shopping… Aí estava eu na foto do meu Orkut linda, porque eu me enchia de Photoshop… Quando eu chegava no encontrão do Orkut, meu amor… Quando eu chegava pessoalmente, as pessoas nem me reconheciam. Elas falavam assim: 'Você é qual nick'?' E eu falava: 'Ah, eu sou a Lara…'".

"Teve uma vez que eu estava de namorico com um menino, coisa de MSN. Eu conversava com o menino dia e noite. Mandava fotos, obviamente, todas supertratadas por mim. O menino era um gato. E eu, com os meus tratamentos de fotos, acabava ficando linda também. Aí um belo dia a gente resolveu ir para o encontrão do Orkut. Eu sei que chegou o belo o dia, eu tapei minha cara de maquiagem para ver se resolvia. Quando eu sai de casa, eu disse para a minha mãe: 'Estou tão feia, não estou igual nas fotos'… Minha mãe me deu uma injeção de autoestma. Quando eu cheguei lá, várias patricinhas lindas, todas maravilhosas, com os cabelos lindos. Quando eu cheguei lá, o menino passou por mim e nem soube quem era eu. Eu fiquei com a cara no chão e fui embora".

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 − 14 =