“Liberdade, Liberdade” terá primeira cena de sexo entre homens da TV brasileira

Os personagens Tolentino (Ricardo Pereira) e André (Caio Blat) estão prestes a viver a primeira cena de sexo entre homens da TV brasileira, na atual novela das 23h, "Liberdade, Liberdade". A cena irá ao ar no dia 12 de julho – segundo a coluna de Daniel Castro – e a ação não será explícita, mas bastante intensa, com direito a beijo na boca.

De acordo com o colunista, o autor Mario Teixeira entregou que "o roteiro pede um beijo represado, afoito, desesperado, angustiado. Em seguida, Tolentino tira a camisa. André engole em seco. Tolentino o empurra para a cama. André cai sentado. Começam a transar. Uma transa urgente, adiada, bruta e tão ansiada".

O flerte entre os personagens já está rolando, mas o primeiro beijo só acontecerá junto com a cena de sexo. Só que o romance, a princípio, não vai perdurar. Depois de de transar com André, Tolentino fará de tudo para mostrar que gosta de mulher. Em entrevista ao O Globo, Teixeira já havia chamado a atenção para o fato de que a novela se passa numa época em que a homossexualidade era punida com morte, por isso a relação entre os dois será totalmente secreta. 

Essa é primeira vez que uma cena de sexo entre dois homens vai aparecer num folhetim brasileiro, mas não é a primeira transa LGBT. Paolla Oliveira e Maria Fernanda Cândido foram pioneiras na minissérie "Felizes Para Sempre?", que foi ao ar em 2015, também pela Rede Globo. O primeiro beijo LGBT, no entanto, foi veiculado pelo SBT e protagonizado por Luciana Vendramini e Giselle Tigre, na novela "Amor e Revolução", de 2011. A Globo só quebraria esse tabu três anos depois, na famosa cena de Mateus Solano e Thiago Fragoso, em "Amor à Vida" (2014).

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =