Daniela recusa convite para ser secretária de cultura

A cantora Daniela Mercury recusou um convite para assumir a Secretaria Nacional de Cultura. De acordo com a colunista da "Folha" Mônica Bergamo, a proposta foi feita pela senadora Marta Suplicy no início da semana, mas não seduziu a artista baiana.

Ainda conforme a colunista, outras quatros mulheres foram procuradas pelo governo Temer para o posto, mas já teriam recusado o cargo: a atriz Bruna Lombardi; a jornalista e apresentadora Marília Gabriela; a antropóloga Cláudia Leitão; e a consultora de projetos culturais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Eliane Costa.

A intenção do governo seria nomear uma mulher para comando do órgão, como resposta às críticas pela ausência de mulheres no ministério.

Na última segunda-feira, Temer já havia nomeado a economista Maria Sílvia Bastos Marques para presidir o BNDES e a educadora Maria Inês Pini para a presidência do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas).

A recusa de Daniela também acontece em meio a polêmica extinção do Ministério da Cultura (MinC), o que causou crítica no meio artístico. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + doze =