José de Abreu fala sobre a polêmica do cuspe em casal

O ator José de Abreu esteve neste domingo (24) no programa Domingão do Faustão, onde participou do quadro 'Arquivo Confidencial' e, também, na oportunidade, falou sobre o cuspe que deu em um casal, após uma discussão motivada por divergências políticas. O episódio teve grande repercussão nas redes sociais.

"Eu estava muito feliz porque tinha chegado do Japão, fui a um restaurante japonês. Eu não vi nada. Priscila me contou que o casal chegou e disse: ‘Que merda, vamos ter qiue jantar do lado desse velho? Desse petista?”, contou. “Meus filhos estão dizendo que eu estou ficando surdo, e acho que nesse dia estava mesmo. Eu não ouvi nada. Aí, eles olharam a bolsa da Priscila e disseram que era comprada com dinheiro roubado da Lei Rouanet”, contou o ator.

O ator afirmou que recebeu várias provocações de um casal em um restaurante e por isso tomou a atitude. "Eu sou conhecido pelo meu trabalho na Globo. Não sou um vagabundo. Quando fui falar com o dono do restaurante, minha mulher estava muito incomodada. Quando levantei, paguei a conta e ele disse: “É muito fácil, você petista pagar a conta do japonês com dinheiro roubado. E perguntei: você está querendo pagar a minha conta? Não, você é um ladrão! Petista! Minha primeira reação foi virar a mesa. Isso sexta-feira, à noite, no restaurante japonês mais cheio de São Paulo. Jamais teria uma atitude intempestiva. Aí, a mulher chamou a outra (Priscila) de vagabunda, uma atitude machista. Um homem não chama uma mulher de vagabunda pelo fato de ser mulher. Aí, ali não deu. Minha boca estava seca, eu não tinha saliva. Eu bebi um saquê, claro, sexta-feira, à noite. Mas não estava bêbado”, explicou.

José de Abreu não pretende ingressar com ação judicial contra o casal e acredita que eles não irão tomar nenhuma atitude sobre o caso. "Eu não sei se ele vai botar a cara a tapa. Ele vai se esconder, não vai ter coragem de se apresentar. E se aparecer, no Brasil, o que ele vai fazer? Vai limpar privada. Ele estragou o jantar de umas 40 pessoas. Ele sabia que ia incomodar. Ele estava querendo isso", concluiu.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + cinco =