Connect with us

Esportes

Na estreia de Abel Braga, Cruzeiro perde para Góias e continua no Z-4

Avatar De Chicosabetudo

Publicado

em

O Cruzeiro foi de novo derrotado no Campeonato Brasileiro, desta vez pelo o Goiás, por 1 a 0, gol de Alan Ruschel. Foi a 10ª derrota cruzeirense na competição que vê seu calvário aumentando.

Na estreia de Abel Braga, a Raposa até começou o jogo bem, mas as falhas da equipe, que estão levando o time azul para uma campanha sofrível no Brasileiro, voltaram a aparecer. Abel foi mal ao tirar Orejuela para a entrada de Edílson, que não marcou, não atacou e ainda foi no seu setor que o gol goiano saiu.

O time esmeraldino chega à terceira vitória seguida, alcançando os 30 pontos e ficando na 11ª posição na classificação. Os mineiros seguem na 17ª colocação e só a partir da 24ª rodada terá chance de deixar a zona do rebaixamento.

Boa postura em campo
O Cruzeiro, com a volta de Thiago Neves entre os titulares, começou bem a partida, ficou mais tempo com a bola e conseguiu trocar bons passes e criou muitas dificuldades para o Goiás na etapa inicial.

Precisa caprichar mais
Apesar do domínio no meio de campo, o Cruzeiro continua a pecar nas finalizações. Criou bons momentos, como o gol perdido após passe de David, mas não conseguiu concluir com qualidade várias jogadas.

Thiago Neves ativo
O retorno do camisa 10 entre os titulares criou expectativa de como o meia iria reagir após ser um dos pivôs da crise que gerou a demissão de Rogério Ceni. No primeiro tempo, TN10, ao lado de Robinho, fizeram boas tramas, e Thiago até tentou finalizar ao gol, mas sem muito perigo para o goleiro Tadeu.

Thiago Neves marca, mas não vale
Em boa jogada de David, em boa noite de futebol, ele rouba a bola perto da grande área, olha e toca para Thiago Neves balançar as redes. Porém, no ajuste do VAR, David estava impedido e o gol foi anulado.

Desorganização da defesa, gol do Goiás
Michael achou Alan Ruschel sozinho no lado direito da área do Cruzeiro. O lateral acertou de primeira e abriu o placar no Serra Dourada. O que chamou atenção no lance foi a falta de posicionamento da defesa estrelada. Havia três jogadores na mesma bola, deixando um buraco do lado direito, por onde entrou o lateral goiano. Fábio nada pôde fazer.

Perdeu a força
O gol do Goiás tirou a força ofensiva do Cruzeiro, que ficou uma equipe sem criatividade, sem postura defensiva e a entrada de Edílson mostra o motivo de Orejuela ser o titular. Além de marcar mal e ceder espaços para os ataques do esmeraldino, mal conseguiu entrar no campo ofensivo.

Agenda dos times
A Raposa encara o Internacional no sábado, 5 e outubro, às 21h, no Mineirão, enquanto o Goiás viaja a Fortaleza para enfrentar o Ceará, no domingo, 6, às 16h, no Castelão. Os dois jogos são válidos pela 23ª rodada.
 

Mais Lidas