Connect with us

Entretenimento

Pabllo Vittar é processada por quebra de contrato; entenda

Pabllo Vittar e Meet Pub em impasse judicial. A cantora contesta acusações após quebra de contrato.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Pabllo Vittar É Processada Por Quebra De Contrato; Entenda

Pabllo Vittar, cantora reconhecida no cenário musical brasileiro, encontra-se atualmente envolvida em uma controvérsia judicial com a Meet Pub Eventos Eireli. O conflito, que se desenrola no judiciário, originou-se de alegações mútuas de descumprimento contratual entre as partes.

Inicialmente, Pabllo Vittar acionou a justiça contra a Meet Pub buscando reparação por danos materiais e morais, alegando prejuízos em decorrência de suposta quebra de contrato por parte da empresa. Com o avançar do processo, a artista passou de autora a ré, enfrentando reivindicações contrárias por parte da Meet Pub.

A cantora, ao se defender, argumenta que a empresa falhou nas obrigações contratuais e comprometeu os consumidores ao não efetuar a devolução dos valores dos ingressos vendidos. Em sua defesa, Pabllo Vittar enfatiza que seu cachê seria fixo, independentemente da quantidade de público no evento, refutando a alegação da empresa de que o cancelamento do show se deu por baixa venda de ingressos.

Por outro lado, a Meet Pub, representada por seu advogado, rebateu as afirmações de Pabllo Vittar, dando início a um cenário de acusações cruzadas. A empresa, em sua defesa, destaca prejuízos financeiros anteriores associados a cancelamentos de shows da artista, incluindo um evento em Presidente Prudente.

Em novembro de 2023, a solicitação da Meet Pub para que Pabllo Vittar prestasse depoimento pessoal foi negada pelo juiz responsável pelo caso. O magistrado justificou sua decisão alegando que os autos do processo, já extensos, fornecem uma compreensão clara das alegações da cantora.

A Meet Pub, prosseguindo com sua estratégia legal, apresentou quatro testemunhas para sustentar sua versão dos fatos. A empresa também requer uma compensação de 100 salários-mínimos a título de reconvenção, alegando danos decorrentes do cancelamento do show e da recusa da cantora em reagendar o evento.

ANÚNCIO

Mais Lidas