Connect with us

Entretenimento

Após dois anos de pandemia, baianos e turistas se reúnem para celebrar Iemanjá; confira os detalhes

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Iemanjá

Nesta quinta-feira (2), baianos e visitantes retomam as celebrações do Dia de Iemanjá, a orixá das águas, depois de dois anos de interrupção causada pela Covid-19. O festejo no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, iniciou-se às 5 horas com um alvorada em homenagem à Rainha do Mar.

Na noite de quarta (1º), na Colônia de Pescadores, no Rio Vermelho, as pessoas formaram uma fila com flores e perfumes para Iemanjá. No local, foram deixados os presentes para a entidade.

A Prefeitura de Salvador anunciou que 15 socorristas da Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar) estarão presentes ao longo da faixa de areia do Rio Vermelho. A ideia é dar assistência em qualquer tipo de acidente, incluindo crianças que se perderam, pessoas que não se sentirem bem e afogamentos.

Durante as comemorações da quinta-feira, os presentes para Iemanjá serão ofertados em uma procissão marítima saindo da Praia do Rio Vermelho, às 16h. As embarcações navegarão em direção à costa até atingir aproximadamente três quilômetros da praia, onde as oferendas serão jogadas no mar.

Haverá quatro embarcações e duas motos aquáticas da Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos da Bahia (Cpba), a fim de assegurar a segurança dos barcos. Militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Salvador e o Aviso de Patrulha (AviPa) “Dourado”, subordinados ao Comando do Segundo Distrito Naval, vão aumentar a segurança.

A Capitania dos Portos da Bahia também deve acompanhar as embarcações em todos os terminais de transporte de pessoas. São 60 militares, divididos entre as equipes de terra e mar. Além disso, haverá inspeções navais em embarcações e motos aquáticas antes e durante todo o cortejo.

Mais Lidas