Connect with us

Curiosidades e Tecnologia

Qual queijo ajuda na perda de peso? Descubra o ideal para sua dieta

Especialistas indicam queijos frescos como cottage, muçarela e minas para quem busca emagrecimento sem abrir mão do sabor.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Na culinária brasileira, o queijo ocupa um lugar de destaque, especialmente nas primeiras refeições do dia. Reconhecido por sua versatilidade e capacidade de enriquecer diversos pratos, esse derivado lácteo se apresenta em várias formas e sabores, tornando-se um elemento essencial na dieta de muitos. No entanto, quando o assunto é emagrecimento, a escolha do tipo de queijo pode se tornar um verdadeiro dilema.

Entre os diversos tipos de queijos, os frescos como cottage, minas frescal e ricota destacam-se como opções mais saudáveis. Esses queijos, por serem menos processados, mantêm uma alta quantidade de água e uma baixa concentração de gordura, atributos que os tornam aliados de quem busca perder peso. Além de serem leves, oferecem um bom aporte de proteínas e cálcio, nutrientes essenciais para o fortalecimento muscular e a saúde óssea.

Por outro lado, os queijos amarelos e mais maduros, como parmesão, grana padano e provolone, são geralmente ricos em gorduras e, em muitos casos, em sódio, o que pode ser contraproducente para indivíduos com objetivos de perda de peso ou que lidam com condições crônicas, principalmente aquelas relacionadas à saúde cardiovascular. Segundo orientações do Guia Alimentar Para a População Brasileira, a redução no consumo desses tipos de queijos é recomendada para manter uma alimentação equilibrada.

Para quem não quer abrir mão do queijo, mas também se preocupa com a saúde e o emagrecimento, existe um meio-termo. Queijos como o prato e a muçarela são considerados “intermediários”, possuindo menos calorias que os queijos amarelos e sendo uma opção mais viável se consumidos com moderação.

No entanto, a escolha do queijo ideal não deve se basear apenas no tipo. Verificar as informações nutricionais no rótulo é crucial para garantir que o produto escolhido se alinhe aos objetivos de saúde e bem-estar. É essencial prestar atenção ao teor de gorduras, sódio e aditivos, evitando aqueles que são altamente processados e que mais se assemelham a produtos artificiais do que a queijos autênticos.

Em resumo, ao optar por queijos frescos e com menor teor de gordura, como cottage e minas frescal, e ao moderar o consumo de tipos mais calóricos, é possível desfrutar dos prazeres gastronômicos sem comprometer a jornada de emagrecimento. A escolha consciente, aliada a um consumo equilibrado, permite incorporar o queijo à dieta sem pesar na balança.

Mais Lidas