Connect with us

Curiosidades e Tecnologia

Implementação da Lei 10.639/03: Desafios e estratégias no ensino de história afro-brasileira

Especialistas discutem abordagens multidisciplinares e a importância da formação antirracista nas escolas brasileiras

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Implementação Da Lei 10.639/03: Desafios E Estratégias No Ensino De História Afro-Brasileira
Imagem ilustrativa/ Reprodução

A lei 10.639/03, que determina a inclusão de conteúdos de história e cultura afro-brasileira em todas as disciplinas do ensino brasileiro, desde a educação infantil até o ensino médio, permanece um desafio para sua efetiva implementação, mesmo após 21 anos de sua aprovação.

Especialistas da área educacional propõem soluções

Especialistas entrevistados pela Agência Brasil apontam que a implementação efetiva dessa lei requer mais do que a simples adição de conteúdos aos currículos escolares. É necessário promover um diálogo que considere as realidades diversificadas dos alunos e uma abordagem que acolha as influências linguísticas e culturais africanas no aprendizado, como destaca a professora e escritora Sheila Perina de Souza, da Universidade de São Paulo.

A importância da educação infantil

No âmbito da educação infantil, Souza enfatiza o papel da literatura, música e dança na incorporação de elementos afro-brasileiros. Ela ressalta a relevância de expandir o repertório musical das crianças para incluir canções de diferentes etnias, com atenção especial à origem e significado destas expressões culturais.

Desafios no ensino fundamental

No ensino fundamental, Edneia Gonçalves, coordenadora executiva adjunta da Ação Educativa, destaca a importância de revisitar os textos apresentados em sala de aula, incluindo perspectivas africanas nas ciências exatas e humanas, além de incentivar a pesquisa sobre a África pré e pós-colonização.

Enfoque no ensino médio

Quanto ao ensino médio, Gonçalves sublinha o valor de uma educação que considere as culturas juvenis negras e a necessidade de ouvir os estudantes para integrar seus conhecimentos às práticas pedagógicas. Ela sugere a inclusão de atividades como as batalhas de slam, reconhecendo o ambiente cultural e de conhecimento que os jovens constroem fora da escola.

Conclusão: Articulação da educação antirracista

Por fim, Gonçalves resume que a função social da escola é articular o conhecimento científico com as diversas culturas para promover uma aprendizagem significativa e inclusiva, essencial para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

ANÚNCIO

Mais Lidas