Connect with us

Curiosidades e Tecnologia

impactos das oscilações térmicas na saúde de idosos e adaptações necessárias

Mudanças climáticas aumentam perigos para idosos, diz estudo da USP. Ações sugeridas incluem alertas e programas sociais para mitigar riscos.

Avatar De Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Amplitude térmica refere-se à variação entre a temperatura mínima e máxima registrada em um dia. Essa oscilação térmica tem ocorrido com frequência crescente, afetando consideravelmente nossa saúde. A preocupação é ainda maior para pessoas com mais de 65 anos, conforme um estudo da Universidade de São Paulo (USP) revela. De acordo com a pesquisa, eventos climáticos extremos, como ondas de calor e frio, aumentam a mortalidade entre idosos, especialmente em áreas urbanas.

Sara Lopes de Moraes, doutoranda na USP, explica que o calor excessivo pode elevar a mortalidade devido ao estresse térmico, que sobrecarrega o sistema cardiovascular dos idosos. Da mesma forma, a exposição a baixas temperaturas intensifica os riscos, principalmente devido à maior suscetibilidade a doenças respiratórias.

Essas informações ganham importância quando observamos os registros de temperaturas recordes. Conforme dados do observatório europeu Copernicus, abril de 2024 foi o mês mais quente já registrado no planeta, com a média global de temperatura atingindo 15,03°C, superando em 0,61°C a média do período entre 1991 e 2020. A perspectiva é que o fenômeno climático La Niña traga, também, ondas de frio no futuro próximo.

Para enfrentar esses desafios, a criação de políticas públicas voltadas à saúde das populações idosas torna-se imperativa, conforme mencionado na tese de Moraes. Ela sugere medidas como sistemas de alerta para a população idosa, criação de abrigos refrescantes durante ondas de calor e distribuição de água e alimentos ricos em nutrientes para pessoas em situação de rua.

Além disso, a implementação de programas de assistência social, incluindo visitas domiciliares regulares e campanhas de conscientização sobre os perigos das temperaturas extremas, são destacadas como essenciais. A pesquisadora ainda ressalta a importância do saneamento básico para garantir o acesso à água e conforto térmico durante eventos climáticos adversos.

Segundo Moraes, a adoção dessas medidas pode contribuir significativamente para mitigar os efeitos nocivos das mudanças climáticas, protegendo a saúde e vida dos idosos .

Mais Lidas