No mês de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou a criação de três novos partidos: a Rede Sustentabilidade, o Partido da Mulher Brasileira (PMB) e o Partido Novo (Novo). Passados dois meses, as novas agremiações não despertaram muito o interesse dos baianos.

Em levantamento feito pelo Bocão News junto ao TSE, apenas o Novo e a Rede possuem filiações oficializadas até o momento. Apesar de o PMB já possuir na Bahia nomes mobilizados em torno da sua constituição, como a vereadora de Salvador Ana Rita Tavares, no site da Corte Eleitoral ainda não possui dados de filiados no estado.

O partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva, a Rede, é o que mais atraiu membros, um total de 35 na Bahia. Nesse cenário, a cidade que mais se destacou foi Brejões, no centro-sul baiano, com 10 filiados. Em seguida estão: Salvador, 7; Barreiras, 1; Caldeirão Grande, 1; Camaçari, 1; Castro Alves, 1; Dias D’Ávila, 1; Guanambi, 1; Ilhéus, 1; Itororó, 1; Mairi, 1; Pojuca, 1; Santaluz, 1; Senhor do Bonfim, 1; Simões Filho, 1; Vera Cruz, 1; e Vitória da Conquista, 2.

Já o Partido Novo tem 25 nomes oficializados em sua lista de filiados baianos desde que foi criado em setembro desse ano. Ao contrário da Rede, a maioria dos membros estão na capital baiana: 12. Porto Seguro tem 3 filiados; Barreiras, 1; Camaçari, 1; Feira de Santana, 1; Itabuna, 1; Nova Ibiá, 1; Paulo Afonso, 1; Santana, 1; e Serrinha com mais 1.